Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRB

2020
Descrição
  • EMILENE JESUS DOS SANTOS
  • A Preservação da Memória para Construção da Identidade Institucional: O Caso da Assessoria de Comunicação da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

  • Orientador : SERGIO AUGUSTO SOARES MATTOS
  • Data: 30/06/2020
  • Mostrar Resumo
  • Resumo: Estudar memória enfoca temas que permitem refletir sobre a formação de processos sociais a partir da comunicação. Nesta pesquisa a memória institucional é apresentada como fundamental para firmar a identidade institucional, sendo as mídias produzidas pela Assessoria de Comunicação da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (ASCOM) um meio de assegurar a construção da memória institucional. Buscamos compreender a atuação da ASCOM que, sob a égide da arquivística, validada pelos atos comunicacionais, é participante ativa para construção da memória da UFRB, como gestora da memória social. O objetivo da pesquisa consiste em aglutinar os conhecimentos da arquivologia e sua interação com os atos comunicacionais, analisando como a ASCOM gerencia e trata as mídias que produz, visando integrar os acervos da memória institucional. Descortinada pelos seguintes objetivos específico: Mapear como os meios de armazenamento das mídias estabelecidos pela ASCOM, são utilizados para preservar a memória institucional; Descrever como se dá a divulgação do material informativo produzido pela ASCOM; e Descrever as fases da gestão documental, praticadas pela ASCOM que se relacionam com a construção da memória institucional. Trata-se de uma pesquisa de natureza descritiva, caracterizada por estudar as particularidades dos arquivos da ASCOM com vistas a construção da memória da UFRB, utilizando técnicas mistas de coleta de dados como entrevista semiestruturada, questionário e observação sistemática. O que direcionou para uso do estudo de caso com o universo da pesquisa constituído pelos assessores de comunicação do período de 2006 a 2020, bem como a equipe de servidores que atuam na ASCOM, totalizando 3 assessores entrevistados e 9 servidores que responderam o questionário. Os resultados da pesquisa indicam que não há na Unidade o estabelecimento de práticas relacionadas a gestão de documentos que garantam a organização e preservação das mídias produzidas pela ASCOM, visando integrar os acervos da memória institucional, apontando os desafios que a ASCOM precisa enfrentar para gerenciar e preservar suas mídias em prol da memória institucional.


  • MARIO GONZAGA JORGE JUNIOR
  • JUVENTUDE NA TELEVISÃO BAIANA: UMA ANÁLISE DOS DISCURSOS E SENTIDOS SOBRE OS JOVENS NOS TELEJORNAIS DA TV BAHIA E TV ITAPOAN
  • Orientador : JUSSARA PEIXOTO MAIA
  • Data: 19/06/2020
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa analisa os sentidos e discursos construídos sobre as juventudes nos telejornais
    das emissoras baianas TV Bahia e Record TV Itapoan. O corpus corresponde a seis noticiários
    e um total de 128 edições. A pesquisa é norteada pelo aporte teórico dos estudos culturais.
    Como referência teórica, conceitual e metodológica utilizamos o Mapa das Mediações
    elaborado por Jesús Martín-Barbero, que corresponde a uma forma de constituir questões
    sobre o modo como a comunicação opera na relação com a cultura e a política. A investigação
    olha o fenômeno da constituição de discursos e sentidos que problematizam as juventudes
    através do mapa, mas as ritualidades e as institucionalidades adquirem destaque especial na
    relação com os achados desta pesquisa. Problematizamos as imbricações entre racismo e o
    aspecto geracional a partir dos dados estatísticos que apontam a atuação de uma necropolítica.
    A noção de gênero televisivo opera neste trabalho como um achado e um conceito
    metodológico capaz de orientar a interpretação sobre os processos envolvidos na mediação
    entre a lógica dos sistemas produtivos e as lógicas dos usos, apontando para transformações,
    relacionadas ao problema desta pesquisa, no telejornalismo local e na cultura que organizam a
    competência comunicativa, no que é dito e silenciado sobre a juventude e sobre a juventude
    negra.

  • AMALIA COELHO SOUZA
  • Com Alma nos Olhos: Cinema Negro a partir de Alma no Olho de Zózimo Bulbul

     
  • Orientador : AMARANTA EMILIA CESAR DOS SANTOS
  • Data: 20/05/2020
  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa traça uma investigação conceitual da obra Alma no Olho (1974), de Zózimo Bulbul, a partir dos mananciais de sentidos da Negritude. A investigação pretende acessar e contribuir com um campo de discussão conceitual próprio ao cinema negro no Brasil. O filme é analisado numa perspectiva multidisciplinar, a partir de três eixos: corpo, carne e escrituratempo e espaço; e olhares negros. Os conceitos que se depreendem da obra são dados a ver na produção do cinema negro contemporâneo e confirmam a pertinência do curta-metragem de Zózimo Bulbul como marco inicial do cinema negro brasileiro. 

  • PATRICK ALEXSANDER BASTOS SANTOS
  • A Dimensão da Performance nas Projeções Póstumas de Delebs.

  • Orientador : RENATA PITOMBO CIDREIRA
  • Data: 17/04/2020
  • Mostrar Resumo
  • Essa investigação é voltada para as performances simuladas de artistas falecidos, que
    são produzidas a partir da projeção de um corpo virtual, que se assemelha, visualmente,
    à imagem holográfica, mas são melhoramentos da técnica Pepper‟s ghost. Essas
    projeções digitais póstumas têm sido um formato expressivo frequente na última década
    e, levantam uma série de questões na área da comunicação com relação ao estatuto das
    tecnologias atuais, configurando uma abertura à investigação acadêmica, no que diz
    respeito à reconfiguração histórica da sensibilidade, bem como a novas possibilidades
    de experiência estética. Elegemos, como objetos empíricos para dar suporte à nossa
    investigação, as projeções póstumas de Tupac Shakur (2012) e Michael Jackson (2014).
    Contudo, na impossibilidade de estar presente nas ocasiões, voltamo-nos aos registros
    videográficos para a análise concreta, sem ignorar o caráter reconfigurador que se tem,
    quando um objeto qualquer é submetido à tecnologia do vídeo e sua subseqüente
    exposição online. O esforço empreendido aqui pretende identificar as instâncias em jogo
    que determinam o estatuto das imagens pseudo-holográficas, sua produção de sentido e
    o que acontece com as categorias da presença, percepção e corporalidade a partir da
    introdução do formato. Ao longo da dissertação buscamos fazer uma reflexão teórica
    pertinente e articulada, de modo a construir um mapa conceitual que possa nos auxiliar
    na análise de espetáculos dessa modalidade. Na construção desse mapa, de ordem
    interpretativa e metodológica, fazemos uso, sobretudo, dos conceitos de performance,
    segundo Richard Schechner (2013), de aura, segundo Walter Benjamin (1987), a
    cartografia de Jesús Martin-Barbero (1997; 2009a) para entrever os problemas da
    comunicação na articulação de suas mediações, Jesús Gonzalez Requena (1985) e Guy
    Debord (2003) para discutir a noção de espetáculo e por fim, mas de caráter
    fundamental, a fenomenologia de Merleau-Ponty (2004; 2006) para melhor
    compreender a sensibilidade e a experiência estética. Uma das principais vantagens das
    reflexões estabelecidas, nesse leque, é poder pensar a tecnologia de forma ampla, para
    além de sua materialidade.

2019
Descrição
  • MICHELE STEPHANIE SOUZA BARROS
  • A Palaladina do Lar entre o texto e o contexto: uma analise das publicações da primeira revista feminina da Bahia.

  • Orientador : HERICA LENE OLIVEIRA BRITO
  • Data: 19/12/2019
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho se insere nos estudos sobre história da imprensa brasileira, bem como nos estudos sobre imprensa feminina brasileira, em especial nos estudos das revistas femininas. Foi realizada a análise das publicações da revista A paladina do lar e envolveu uma reflexão sobre o contexto comunicacional dessas publicacoes feitas por mulheres no início do século XX. Levou-se em conta os fatores históricos, políticos, econômicos e culturais do contexto da cidade de Salvador no período de 1910, ano das das publicações analisadas. Nesse contexto de transformações surgiu a primeira revista feminina da Bahia, A paladina do lar que circulou no período de 1910 a 1917, com publicações mensais. As questões que instigam esse estudo são: qual a linha editorial dessa publicação demonstrada por meio de seus textos? Quais eram os temas mais recorrentes abordados? Como os textos podem ser organizados enquanto gêneros discurssivos? Quem eram as autoras ou autores? Qual o tipo de ilustração ou fotografia que estava presente? Sobre que perspectiva os assuntos eram desenvolvidos? Qual a relação da escolha dos temas com o contexto histórico do período?
  • NAIARA LEITE COSTA
  • NEGRAS COMUNICAÇÕES: a comunicação das organizações de mulheres negras na região Nordeste do Brasil e suas narrativas para produção de imaginários auto-referenciados

  • Orientador : DANIELA ABREU MATOS
  • Data: 29/11/2019
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho objetiva compreender as ações de comunicação desenvolvidas pelas organizações de mulheres negras: Odara – Instituto da Mulher Negra (BA) e Bamidelê - Organização de Mulheres Negras da Paraíba (PB) para implosão de imaginários racistas e perceber de que forma estas organizações vem utilizando táticas comunicacionais para disputar referenciais positivos sobre as mulheres negras no imaginário coletivo. Foi utilizado como corpus da pesquisa o material produzido pelas duas organizações investigadas, em torno do marco de luta Dia da Mulher Negra, Latinoamericana, Caribenha e da Diáspora “25 de Julho”, de 2014 a 2016, tomando como base para a escolha do período os anos que: antecede, é realizada e o pós Marcha das Mulheres Negras Contra o Racismo, a Violência e Pelo Bem Viver. A interseccionalidade foi acionada como perspectiva teórica e metodológica para fazer análise do conteúdo e das táticas de comunicação revelando que a comunicação produzida pela Bamidelê e Instituto Odara fortalecem imaginários e narrativas auto-referenciadas, baseadas na construção de uma identidade e história positiva de ser mulher negra, capaz de fortalecer a diversidade, auto-estima, empoderamento, a partir de dimensões da ancestralidade das mesmas com a difusão de conhecimento e ideologias do feminismo negro. Através das práticas comunicativas as organizações disputam e reafirmam as marcas produzidas sob a cosmovisão das mulheres negras, como as datas simbólicas, ações de enfrentamento a conjuntura política e a criação de novos marcos políticos.

  • JONAS DE JESUS PINHEIRO
  • ALMA PRETA E AFIRMATIVA: EXPERIÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS DE MÍDIAS NEGRAS NA LUTA CONTRA O RACISMO


  • Orientador : JUSSARA PEIXOTO MAIA
  • Data: 28/08/2019
  • Mostrar Resumo
  • Essa pesquisa analisa a revista baiana Afirmativa e a agência de notícias paulista Alma Preta, dois veículos de mídias negras produzidos por jovens e que têm como cerne a luta contra as configurações contemporâneas do racismo. Para tanto, nos debruçamos sobre estes processos comunicacionais para entender a partir deles os terrenos de disputas culturais, materiais e simbólicas aos quais estas mídias se inscrevem. A partir do aporte-teórico dos estudos culturais é debatido as problemáticas acerca das identidades negras diásporicas em suas relações com o colonialismo europeu e os processos de resistência forjados por estes povos ao longo da História do Brasil. Além disso, buscamos a compreensão do racismo enquanto problemática dinâmica e que altera seu modus operandi de acordo com as transformações dos contextos vivenciados. Seguindo o percurso da pesquisa, investigamos através de uma vasta revisão bibliográfica o histórico da imprensa negra brasileira, matriz comunicativa das mídias negras, que funciona como uma espécie de fio condutor para as produções atuais. Metodologicamente utilizamos para as análises os mapas propostos por Jesús Martín-Barbero, pensando a partir das mediações culturais os imbricamentos e processos comunicativos presentes nestes veículos. Com o fim deste trabalho foi apontado que, de diferentes maneiras de atuação e se referenciando num fazer comunicacional anterior, estas duas experiências contemporâneas de mídias negras se utilizam das novas possibilidades tecnocomunicativas para dá continuidade a luta histórica contra o racismo no Brasil.    
  • CRISTIANE CLECIA JUNQUEIRA DA SILVA DE CARVALHO
  • O que a baiana americanizada tem? Uma análise da construção da imagem de Carmen Miranda no cenário Hollywoodiano

  • Data: 27/08/2019
  • Mostrar Resumo
  • O conceito de imagem atravessa os mais diversos seguimentos de interpretação. Envolve arte, expressão, dinamismo dentre tantos outros aspectos que se articulam com as diversas formas de ser/estar no mundo. Por conta dos variados âmbitos que percorre, seria praticamente impossível delimitá-la em um campo específico devido a sua versatilidade interpretativa. A imagem passa a ser não apenas um objeto, mas um objeto com uma potencialidade imensa de signos que se tornam dignos de análise, constituindo assim enquanto uma ferramenta imperfeita mas que afeta o olhar.No universo que existe dentro de uma imagem temos a oportunidade de decifrar conceitos diversos. A exemplo de crenças, ideologias, sentimentos e etc. A imagem ainda promove uma sensação de real que está atrelada as suas construções e disseminações no mundo As imagens atuam para além de um conceito estático e visual, elas não se findam em suas ações, se multiplicam e estão centralizadas enquanto dispositivos de interpelação imaginária que impactam diretamente nos movimentos da esfera pública e no processo de relação entre os indivíduos. A abordagem desse conceito, alcança um valor simbólico que se desenvolve na relação entre imagem-imaginário. Se criam e recriam em uma plataforma interpretativa-multidisciplinar.


  • CELINA ADRIANA BRANDAO PEREIRA
  • It was 50 years ago today: análise da reverberação do cânone Sgt. Pepper´s Lonely Hearts Club Band através da crítica musical

  • Data: 23/08/2019
  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação propõe-se a investigar o fenômeno da canonização de produtos considerados obras-primas no campo da música, e mais especificamente do gênero rock, através da análise das publicações celebrativas da crítica musical acerca do álbum Sgt. Pepper´s Lonely Hearts Club Band, oitavo disco da banda britânica The Beatles, lançado mundialmente em junho de 1967. A partir de uma avaliação inicial do panorama crítico da primeira recepção de Sgt. Pepper no ano de seu lançamento, onde são apontadas algumas  das expectativas prévias e avaliações realizadas em 1967, este trabalho tem como objetivo principal investigar de que maneira as avaliações críticas operam ou não na reverberação do caráter icônico do disco, considerando para este fim a noção de cânone enquanto o lugar de relevância e especialidade atingido por determinado trabalho musical, que o coloca, em termos críticos, frente aos demais de seu gênero, tendo por base as noções de hegemonia e tradição seletiva vislumbradas nos estudos culturais (WILLIAMS, 1979; WILLIAMS 2011). Para observar as oito críticas comemorativas dos aniversários de Sgt. Pepperem seus 20, 30, 40 e 50 anos (1987, 1997, 2007 e 2017 respectivamente), a dissertação desenvolvida se apoia metodologicamente na ampliação noção de gênero televisivo como categoria cultural (MITTEL, 2004) para o gênero musical rock, observando o seu caráter processual, midiático e mercadológico, assim como suas caraterísticas sonoras e ideológicas em temporalidades e contextos distintos (JANOTTI JR, 2003; CHACON, 1982). Busca ainda identificar de que maneira diferentes horizontes de expectativas (JAUSS, 1994; JAUSS, 2002), enquanto conjunto de ideias que vão delimitar os modos de olhar uma obra, aparecem e são acionados pelos críticos nas publicações elegidas para o corpus empírico. O arcabouço teórico-conceitual é operacionalizado de maneira a vislumbrar o entendimento dos processos culturais dinâmicos em torno da crítica como objeto central, observando os modos de sua atividade, que consiste no processo interpretativo amplo, para além do ato racional, onde importam também gostos e opiniões no exercício de partilhar impressões e possibilitar debates (CARDOSO FILHO e AZEVEDO, 2013). A escolha das críticas destacou não apenas textos em espaços institucionalizados de veículos de grande circulação, mas também blogs de caráter independente e seus comentários, constituindo-se ali locais abertos para manifestação das análises de fãs e ouvintes, contemplando o fenômeno da popularização da internet e seu papel na conformação de uma crítica cultural difusa, que compreende a fala do cotidiano (CARDOSO FILHO, 2015). Ao final do trabalho analítico, conclui-se que a crítica musical contribui para a reverberação do cânone Sgt. Pepper, sendo destacadas diferentes categorias de canonização, que indicam os tipos de argumentos e acionamentos que operam no reforço do valor de obra-prima deste disco. Esta dissertação colabora ainda para demonstrar como o modelo de análise proposto, a partir da crítica, pode ser utilizado em estudos de outros materiais considerados antológicos não apenas para o rock, mas para outros gêneros musicais.

  • BAGA DE BAGACEIRA
  • CHOQUEER DE MONSTRO: TIKAL BABADO E PAI AMOR E OS MODOS DE SENTIR E PERCEBER SUAS VESTES EM CACHOEIRA-BA

  • Data: 29/07/2019
  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação está imbuída sobre inquietações que visam à compreensão da dimensão das vestes nos corpos de Tikal Babado e Pai Amor. Na relação entre corpos vestimentados queers e a cidade de Cachoeira, na qual se insere a análise, buscamos abordar três eixos divididos nessa dissertação: o primeiro localiza a discussão em que estão seus corpos na dimensão de humanidade e monstruosidade que emprestam seus corpos adornados socialmente, em seguida convidamos para a discussão em que imperam os processos de violência e resistência acometidos ao corpo dito dissidente conjuntamente com sua expressão vestimentada e de seu caráter político enquanto sujeitxs atuantes, e por fim movimentamos as discussões da sensibilidade de acordo com a proposta discutida ao logo do trabalho sobre os modos pelos quais sentem e percebem a própria vestimenta, não deixando de lado as intersecções vivenciadas por seus corpos, como raça, gênero e sexualidade, e os desejos que permitem as suas cores, formas e texturas na projeção de suas dissidências adornadas. Para potencializar este cenário envolvido na pesquisa, apresentamos fotografias que dão a ver no trabalho a força que impetram as suas armaduras, convocadas aqui no sentido de apresentar a resistência do dito corpo que desobedece às ordens “eficazes” do vestir. A metodologia aplicada ao trabalho foi desenvolvida a partir de entrevistas, segundo as contribuições de Duarte (2005), na elaboração inicial de utilizar essa ferramenta metodológica dentro de uma perspectiva sensível pelo qual xs sujeitxs da pesquisa sentem e percebem sobre a própria vestimenta e como esta relação se insere socialmente. As histórias contadas por elxs e por nós se entrecruzam entre os estudos queers, artísticos, culturais e midiáticos que compõem suas vestimentas. As desestruturações provocadas neste trabalho remetem a um lugar em possamos estabelecer um campo sensível e potencialmente atuante do vestir sobre seus corpos, buscando caminhos que desvirtuem a atuação de formas, como a cisheterosupremacia dos corpos e de suas extensões.


  • HANNA CLÁUDIA FREITAS RODRIGUES
  • CORPO-LUGAR: A Micropolítica na Corpografia de Ricardo Alvarenga

  • Data: 29/07/2019
  • Mostrar Resumo
  • Inspirados e enredados à cartografia corporal da cidade (Corpografia) de Ricardo Alvarenga, em sua ação direta denominada Jesus 3:30pm - One Year Performance na qual o artista se travestiu de Cristo todos os dias ás 3:30hs, durante um ano, e peregrinou pelas ruas da cidade de Salvador em uma ação messiânica de criação de imagens de estranhamento que fizeram nascer 365 foto-performances – fitamos o olhar sob a micropolítica dos afetos e do desejo, na fecunda porosidade do cotidiano e das resistências moleculares incursas em seu fazer. Trata-se de perscrutar vestígios teórico-filosóficos acerca da comunicabilidade provinda da alteridade entre um corpo que traceja lugar e um espaço corporado. A dimensão de um corpo-lugar enquanto modus experienciável de existência se desvela, portanto, de tramas entre os campos da Filosofia, Comunicação, Artes Visuais e do Corpo, Política, e práticas da cidade, trabalhos artísticos, errâncias urbanas e devaneios poéticos baianos da contemporaneidade. A luzes de uma postura filosófica derivática, aventuramos uma construção estética da escrita em que as imagens, citações, a disposição visual de cada elemento formam uma espécie de espelho curatorial e compõem uma poética artística na qual as foto-performances de Jesus 3:30pm se fazem carne do pensar, ou seja, invocamos a inventividade artística ao texto científico à contramão de uma produção adornada pelo distanciamento da vida, do desejo, do repertório existencial e em consonância ao legado do movimento arte-vida, cujo corpo-lugar é tributário, e para o qual a experiência, raiz intracutânea do pensar, nunca se perfaz da imparcialidade com o vivido. Neste jogo sensorial de paixões e derivas, se configuram, enfim, três tramas voltadas ao corpo enquanto auto-poieses, e possíveis caminhos por uma singularização da subjetividade; às micropolíticas errantes, aos problemas sócio-espaciais no urbano e as fissuras sensíveis a uma democratização do processo de construção de sentido do lugar vivido; e, às poéticas visuais do artista e o dissenso estético-político germinado por um Jesus-outro trans-eunte des-viado, como ínfimo feixe de luz rasgando a fenda da dominação sobre corpos e modos de existir nas cidades contemporâneas, nos territórios existenciais, nas zonas físicas e subjetivas de pertencimento.

  • MARIZANGELA MARIA DE SA
  • O RÁDIO EM CACHOEIRA: A LUTA PELA SOBREVIVÊNCIA

  • Orientador : SERGIO AUGUSTO SOARES MATTOS
  • Data: 23/07/2019
  • Mostrar Resumo
  • Mesmo com a chegada das novas tecnologias digitais o rádio continua representando um espaço significativo para manutenção de hábitos, valores e manifestações artísticas e intelectuais, principalmente nas cidades do interior, a exemplo de Cachoeira, município que integra a região do Recôncavo da Bahia, onde esse meio se apresenta como o principal veículo de comunicação para obter notícias factuais do município. Esta dissertação identifica, descreve e analisa como as transformações socioculturais e tecnológicas impactaram no desenvolvimento do rádio e qual sua importância na preservação da cultura da cidade Cachoeira, assim como, a influência do poder político na programação das rádios local. Trata-se de um estudo qualitativo de caráter descritivo, utilizando-se das lembranças dos moradores e de radialistas locais através da metodologia da história oral. Assim foi possível elucidar como o rádio perpassou por mudanças significativas ao longo da história da cidade e concluir que as três emissoras existentes são dependentes das verbas do poder municipal e que a divulgação da cultura local ainda aparece timidamente em suas programações apesar de terem contribuído para a formação de um “gosto musical” entre os membros da comunidade cachoeirana.

  • NAIARA MOURA PINTO
  • REPRESENTAÇÕES DO CORPO FEMININO NA MÍDIA: DA REVISTA ÀS REDES SOCIAIS

  • Data: 22/07/2019
  • Mostrar Resumo
  • A representação do corpo feminino na imprensa especializada e nas redes sociais digitais faz parte da reflexão proposta por este trabalho. Por uma perspectiva fenomenológica, elementos sensíveis da comunicação são apresentados e, entendendo que o corpo faz parte do modo como nos comunicamos com o mundo e nos relacionamos com este, observamos a dimensão sensível da comunicação através da relação entre o corpo feminino e as mídias especializadas em corporeidade. O modo como o corpo feminino vem sido representado através da arte ou da mídia revela-se enquanto um aspecto capaz de orientar como uma sociedade se configura e nos apropriamos de elementos da mídia para analisar tais proposições na contemporaneidade. A fim de realizar a análise de conteúdo, utilizamo-nos da revista Boa Forma, através de suas capas publicadas entre agosto de 2017 e agosto de 2018, e do Instagram, com as influenciadoras digitais Gabriela Pugliesi e Gracyanne Barbosa, através de postagens selecionadas do período entre 1 de janeiro de 2019 a 27 de abril de 2019. Alguns aspectos desta representação se destacam como a similaridade entre o culto ao corpo e um culto religioso, bem como utilização do corpo como uma obra de arte em pleno processo de formação. Observamos ainda como estas formas midiáticas oferecem proposições de uma estetização da vida cotidiana daqueles que incorporam aspectos desta idolatria corporal. 


SIGAA | Coordenadoria de Tecnologia da Informação - - | Copyright © 2006-2020 - UFRB - app3.srv3inst1