Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRB

2021
Descrição
  • FABIANE LOPES PEREIRA DE LIMA
  • "Quando as Palavras Fogem, as Flores Falam": Estudo dos Rituais e Práticas Funerárias no Caminho da Rocinha, Bahia.

  • Orientador : FABIANA COMERLATO
  • Data: 05/05/2021
  • Mostrar Resumo
  •  

        A presente pesquisa foi baseada em análise dos rituais e práticas funerárias realizadas no Caminho da Rocinha, no município de Boninal, Bahia. Trata-se de um território subdividido em pequenos povoados – Marcelos, Areão Branco, Rocinha, Ministro e Cutia –, que formam um corredor com cemitérios particulares e sepulturas isoladas. Essa configuração desperta a atenção por sua disposição geográfica, ou seja, as formas tumulares como atributos da paisagem rural. Com isso, o objetivo corresponde compreender os hábitos, crenças e visões de mundo de tais comunidades, considerando que estas continuam a exercer rituais e práticas funerárias que fogem aos padrões seguidos pela modernidade,como, por exemplo, enterrar os mortos em sepulturas isoladas nos próprios quintais obedecendo seus últimos desejos na forma de ritualizar e materializar a morte. É um estudo com caráter etnográfico multimetodológico: quali-quanti, descritivo e analítico, que utiliza a análise espacial, formal e simbólica, como ferramentas para percorrer os caminhos que desvendam as singularidades socioculturais e que evidenciam os cemitérios como portadores de mensagens simbólicas, mediadores de relações sensíveis entre vivos e mortos, como produtos culturais do modo vida no meio rural.


  • GABRIEL CARVALHO SANTOS
  • Gestão Compartilhada do Patrimônio: Articulação entre Estado e Sociedade Civil para a Preservação das Ruínas do Engenho Vitória, Cachoeira, Bahia.




     
     
  • Orientador : RICARDO JOSE BRUGGER CARDOSO
  • Data: 29/03/2021
  • Mostrar Resumo
  •  

        A presente dissertação tem como objetivo investigar as possibilidades e desafios de se estabelecer uma gestão compartilhada das ruínas do Engenho Vitória, localizado na cidade de Cachoeira, Bahia, e que foi um equipamento industrial que se notabilizou como um dos principais produtores de açúcar na região, tendo como perspectiva a participação das diferentes instâncias estatais, aqui destacadas pela Prefeitura Municipal de Cachoeira, o Escritório Técnico local do IPHAN e a Superintendência do Patrimônio da União, atual administrador do local, atuando em conjunto com a sociedade civil, aqui representada pela comunidade quilombola do Engenho da Vitória, fundada por antigos trabalhadores deste empreendimento e que atualmente residem no entorno do engenho. Para a concretização deste estudo, baseei-me em analisar a formação do campo patrimonial e seus principais programas de preservação, especialmente os que tiveram como eixo central a salvaguarda dos bens arquitetônicos, além de verificar os principais preceitos acerca da ruína arquitetônica. Como base metodológica, foi aplicada a biografia cultural dos objetos, com o intuito de avaliar as principais trajetórias desta unidade açucareira em ruínas e a comunidade supracitada. Este trabalho busca, portanto, articular os procedimentos que permitam a atuação conjunta entre o Estado e a comunidade do Engenho da Vitória, entendendo que as noções acerca do patrimônio necessitam desta junção para o delineamento de uma preservação integrada e de futuros estudos de viabilidades de uso do Engenho Vitória, bem como de sua sustentabilidade.


  • ROBSON BONFIM DE CAIRES
  • AS PINTURAS RUPESTRES NO MORRO DO ENGENHO, DOM BASÍLIO, BAHIA, BRASIL.

  • Orientador : CARLOS ALBERTO SANTOS COSTA
  • Data: 10/03/2021
  • Mostrar Resumo
  •      A Serra Geral, na Bahia, apresenta-se como grande potencial no estudo acerca da Arte Rupestre, pois a área tem, entre seus diversos afloramentos rochosos, dezenas de sítios arqueológicos. Especificamente no município de Dom Basílio, constituinte dessa formação, não há nenhum estudo sistemático sobre a temática, de forma que o presente trabalho assume um caráter pioneiro. O objetivo desta pesquisa é o estudo das pinturas rupestres existentes no Morro do Engenho, na cidade de Dom Basílio, Bahia. Localizada na região politicamente denominada de Sertão Produtivo, a área é uma transição entre a borda sul da Chapada Diamantina e a Serra Geral e é formada pelo vale do rio Brumado. O sítio arqueológico é composto por quatro unidades geomorfológicas/arqueológicas, contendo um total de quatorze painéis rupestres e algumas figuras isoladas. O esforço é para apresentar o sítio arqueológico Morro do Engenho, descrevendo de forma minuciosa a paisagem e exibindo as principais características gráficas rupestres existentes no ambiente. Busca-se reconhecer elementos que permitam observar se existem identidades gráficas no conjunto pictórico analisado. Preliminarmente, o conjunto de pinturas rupestres encontrado apresenta-se com predominância de pinturas geométricas aplicadas com os dedos, o que sugere uma forma específica de representar, que pode ou não estar associada a um determinado contexto sociocultural.

SIGAA | Coordenadoria de Tecnologia da Informação - - | Copyright © 2006-2021 - UFRB - app1.intranet.ufrb.edu.br.srv1inst1