Notícias

Banca de DEFESA: KALIANE SILVA CONCEIÇÃO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KALIANE SILVA CONCEIÇÃO
DATA: 10/08/2018
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do Prédio Solos
TÍTULO:

FRAÇÕES DE CARBONO ORGÂNICO DE SUBSTRATOS A BASE DE BIOCARVÃO PARA A PRODUÇÃO DE MUDAS DE MARACUJAZEIRO-AMARELO


PALAVRAS-CHAVES:

Biochar, Biomassa microbiana, Passiflora edulis


PÁGINAS: 1
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Ciência do Solo
RESUMO:

A produção de mudas é uma etapa chave para um sistema de produção. Para alcançar altas produtividades, o maracujazeiro-amarelo (Passiflora edulis) depende, além de outros fatores, de mudas de qualidade. Identificar substratos alternativos ao comercial, que garantam mudas vigorosas, é um gargalo para o sistema de produção do maracujazeiro. O presente estudo teve como objetivo caracterizar frações de C orgânico de substratos alternativos compostos pela mistura solo:biocarvão em diferentes proporções, com aplicação de fontes mineral e orgânica de N, utilizados para a produção de mudas de maracujazeiro amarelo. O estudo foi conduzido em laboratório na Embrapa Mandioca e Fruticultura, Cruz das Almas, BA. Para a composição dos substratos misturou-se ao solo as seguintes proporções de biocarvão (BC) com base em volume, utilizando sacos de 1 litro: 10, 20, 40 e 60% de BC. Para efeito comparativo, consideraram-se os tratamentos: solo sem adição de BC (0%) e 100% de BC. Como subparcela, avaliou-se a adição de nitrogênio por meio de fontes mineral e orgânica, utilizando sulfato de amônio e esterco de aviário, respectivamente. Um tratamento sem adição de nitrogênio também foi considerado. Para a caracterização dos substratos foram realizadas as análises: carbono orgânico total (COT), carbono lábil (CL), carbono não-lábil (CNL), carbono da biomassa microbiana (Cmic) e carbono mineralizável (C-CO2). Os substratos alternativos não superaram os teores de COT, CL e CNL em relação ao substrato comercial. A adição de esterco aumentou significativamente os teores de C nas frações lábeis CL e Cmic, aumentando a atividade microbiana. Não houve um ajuste de modelo de regressão significativo para avaliar o efeito do aumento das proporções de biocarvão no solo na composição dos substratos. De modo geral, o incremento de C nas diferentes frações ocorreu a partir da proporção de 40% de BC. Esse aumento foi melhor visualizado a partir da análise dos teores de CL. Os substratos alternativos não aumentam os teores de C em relação ao substrato comercial. O estudo não aponta uma proporção ideal de solo: biocarvão capaz de aumentar os teores de C, porém, indica que os maiores incrementos ocorrem a partir de 40% de biocarvão. A adição de esterco nos substratos aumenta os teores de C de maior labilidade.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1846617 - EUZELINA DOS SANTOS BORGES INACIO
Interno - 807.435.013-49 - FRANCISCO ALISSON DA SILVA XAVIER - UFV
Interno - 1578117 - RAFAELA SIMAO ABRAHAO NOBREGA
Notícia cadastrada em: 24/07/2018 15:43
SIGAA | Coordenadoria de Tecnologia da Informação - - | Copyright © 2006-2021 - UFRB - app3.srv3inst1