Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RONEISE DE JESUS LIMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RONEISE DE JESUS LIMA
DATA: 29/01/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do prédio de solos
TÍTULO:

APLICABILIDADE E VERACIDADE DA UTILIZAÇÃO DE VANTS NO MONITORAMENTO DE ESPÉCIES FLORESTAIS E AGRÍCOLAS


PALAVRAS-CHAVES:

Sensoriamento remoto, inventário, mensuração de ecossistemas


PÁGINAS: 20
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

O monitoramento florestal e agrícola é uma importante ferramenta de controle e prevenção de danos e prejuízos. Assim, monitorar uma cultura podem garantir sua sustentabilidade e identificar situações que levam a uma produtividade abaixo do esperado. O uso de Veículos Aéreos Não Tripulados – VANT, vem tornando-se uma ferramenta que possibilita elaborar o mapeamento com uma qualidade de detalhes que facilita o monitoramento de espécies agrícolas e florestais. Diante desse contexto o objetivo desse estudo foi analisar a aplicabilidade e veracidade da utilização de imagens obtidas através de um VANT para o monitoramento de uma área experimental de Eucalyptus grandis e de Ricinus communis. Para tudo este trabalho foi desenvolvido em duas áreas experimentais, uma aérea plantada de Eucalyptus grandis e outra com Ricinus communis, na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, campus Cruz das Almas.  Utilizando um drone Phanton 4 pro para aquisição de imagens gerando o ortomosaico no canal do vermelho (R), verde (G) e azul (B), MDE e MDT. Foram analisadas as variáveis:  Altura, área foliar e volume para o Eucalyptus grandis; e:  Altura, área foliar e mortalidade para Ricinus communis. Para a estimativa de altura das plantas foi gerada um shape de pontos para extração os valores de altura através do MDE e MDT e a aplicação do erro médio quadrático (RMSE). Para estimar área foliar do Eucalyptus grandis foi utilizado o indicie Modified Photochemical Reflectance Index (MPRI), e o classificador Máxima Verossimilhança foi utilizada para Ricinus communis, essas técnicas foram aplicadas nos ortomosaico. Para a identificação de mortalidade são estimadas a partir da identificação de ausência de copas de árvores nas linhas de plantio contidas no interior de cada parcela. Para estimar o volume foi feita uma modelagem dos dados de altura e área foliar, desenvolvendo uma equação. Os Ortomosaico obtidos através das imagens possibilitaram a geração de modelos que apresentaram coeficiente de determinação ajustado e erro padrão da estimativa similares podendo ser utilizados para o inventário florestal e agrícola.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1177718 - DEOCLIDES RICARDO DE SOUZA
Presidente - 1935872 - ELTON DA SILVA LEITE
Externo ao Programa - 1553844 - JOANITO DE ANDRADE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 12/12/2018 16:25
SIGAA | Coordenadoria de Tecnologia da Informação - - | Copyright © 2006-2021 - UFRB - app3.srv3inst1