Notícias

Banca de DEFESA: KALIANE SILVA CONCEIÇÃO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KALIANE SILVA CONCEIÇÃO
DATA: 12/04/2019
HORA: 14:00
LOCAL: prédio de solos Sala 02
TÍTULO:

Caracterização Química De Substratos A Base De Biocarvão Aplicados À Produção De Mudas


PALAVRAS-CHAVES:

 Latossolo amarelo, ponto de carga zero, coeficiente metabólico, C-lábil


PÁGINAS: 1
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Ciência do Solo
RESUMO:

Identificar e caracterizar substratos de qualidade que sejam alternativos aos comercialmente disponíveis são etapas necessárias para apresentar uma nova tecnologia aos diferentes setores de produção agrícola. O objetivo deste estudo foi avaliar características químicas de substratos compostos pela mistura solo:biocarvão em diferentes proporções, com aplicação de fontes mineral e orgânica de nitrogênio (N). O estudo foi conduzido na Embrapa Mandioca e Fruticultura, município de Cruz das Almas, BA. Foram avaliados substratos formulados a partir da mistura solo:biocarvão nas seguintes proporções (%) com base em volume: 100:0; 90:10; 80:20; 60:40 e 0:100. Dois tratamentos adicionais para o fornecimento de N foram considerados aplicando-se sulfato de amônio (N mineral) ou cama de aviário (N orgânico) em cada substrato. Como tratamentos controle consideraram-se substratos: sem aplicação de fonte de N (controle 1) e o substrato comercial Vivatto® (controle 2). Para a composição dos substratos utilizaram-se o horizonte AB (15-35 cm) de um Latossolo Amarelo distrocoeso e biocarvão derivado de Eucalipto. Foi considerado o delineamento experimental inteiramente casualizado 6 x 3 + 1, com parcelas subdivididas e quatro repetições. No capítulo 1 foram avaliados os atributos químicos: pH, teores de P, K, Ca, Mg, Al, Na, H+Al, matéria orgânica e o ponto de carga zero (PCZ). De modo geral, a adição de biocarvão promoveu aumento linear das bases trocáveis. A adição da cama de aviário como fonte orgânica de N potencializou o aumento de nutrientes e do PCZ em relação aos substratos que utilizaram N mineral e sem adição de N. O capítulo 2 objetivou caracterizar os substratos quanto aos teores de C orgânico e suas diferentes frações. O aumento dos teores de C orgânico total, C-lábil e C-não lábil em função da adição de biocarvão foi mais pronunciado a partir da proporção de 60:40. A adição da fonte orgânica de N aumentou significativamente os teores de C-lábil nos substratos a partir de 20% de biocarvão. Não houve efeito significativo do biocarvão nos teores de C-microbiano, porém, quando houve adição de cama de aviário os teores foram maiores em comparação à fonte mineral. Os teores de C orgânico e de suas frações nos substratos alternativos não superaram significativamente os teores encontrados no substrato comercial, com exceção dos substratos que utilizaram a fonte orgânica de N, que superaram significativamente os teores de C microbiano em relação ao substrato comercial. O uso de biocarvão aumenta os teores de C total e C-lábil a partir da proporção 60:40. Isoladamente, o biocarvão não afeta a atividade e os teores de C da biomassa microbiana, porém, o uso combinado do biocarvão com cama de aviário promove melhorias significativas nos atributos microbiológicos dos substratos.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 807.435.013-49 - FRANCISCO ALISSON DA SILVA XAVIER - UFV
Externo ao Programa - 1121380 - PAULA ANGELA UMBELINO GUEDES ALCOFORADO
Interno - 1578117 - RAFAELA SIMAO ABRAHAO NOBREGA
Notícia cadastrada em: 04/04/2019 09:46
SIGAA | Coordenadoria de Tecnologia da Informação - - | Copyright © 2006-2021 - UFRB - app4.srv4inst1