Notícias

Banca de DEFESA: CALIANE DA SILVA BRAULIO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CALIANE DA SILVA BRAULIO
DATA: 18/07/2019
HORA: 08:30
LOCAL: Auditorio do predio de Solos
TÍTULO:

INOCULAÇÃO COM BACTÉRIAS DIAZOTRÓFICAS NAS CULTURAS DO FEIJÃO-CAUPI E DO ALMEIRÃO


PALAVRAS-CHAVES:

Vigna unguiculata; Cichorium intybus, desfolha artificial, promoção de crescimento.


PÁGINAS: 82
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Ciência do Solo
RESUMO:

O uso de bactérias promotoras de crescimento, tem possibilitado a redução ou substituição de fertilizantes nitrogenadas e pesticidas, por proporcionar resultados significativos no crescimento, na produtividade e rendimento das culturas. Diante disto, o objetivo deste trabalho foi verificar potencial das estirpes em promover o crescimento vegetal e produtivo do feijão-caupi e do almeirão. As estirpes utilizdas nos estudos são autorizadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como inoculantes para feijão-caupi, a INPA 3-11B - SEMIA 6462 e UFLA 3-84 – SEMIA 6461, um isolado em fase de teste, UFRB FA34C2-2. Para a instalação dos ensaios duas testemunhas: uma com adubação nitrogenada e outra sem adubação nitrogenada e sem inoculação foram utilizadas. No primero ensaio avaliou-se a influência das estirpes na promoção de crescimento e produtividade de Vigna unguiculata L. Walp (feijão-caupi), submetidas a nivéis de desfolha, em condições controladas e em condições edafoclimáticas do município de Cruz das Almas, BA. No segundo ensaio mesurou-se a produtividade do (Cichorium intybus L.) almeirão em função da inoculação quando cultivado em Latossolo Amarelo e Neossolo Quartzarênico. Plantas de feijão-caupi inoculadas com bactérias diazotróficas apresentam tolerância aos danos causados pela desfolha artificail. A estirpe INPA 3-11B, seguida da estirpe UFRB FA34C2-2 proporcionam maior incremento no crescimento do feijão-caupi na fase vegetativa sobre condições controladas. Sob condições de campo, a inoculação com bactérias dizotróficas torna o feijão-caupi mais tolerante a redução da área foliar reduzindo a queda de sua produtividade. A inoculação é suficiente para garantir o fornecimento de N e elevada produção da cultura do feijão-caupi. Para a cultura do almeirão a inocualção com as estirpes de bactérias diazotróficas estimulam seu desenvolvimento. A estirpe INPA 3-11B apresentou grande potencial para produção do almeirão, quando cultivado em Latossolo Amarelo distrófico e Neossolo Quartzarênico.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1935872 - ELTON DA SILVA LEITE
Externo ao Programa - 1554838 - MARCIA LUCIANA CAZETTA
Presidente - 1578117 - RAFAELA SIMAO ABRAHAO NOBREGA
Notícia cadastrada em: 04/07/2019 15:12
SIGAA | Coordenadoria de Tecnologia da Informação - - | Copyright © 2006-2021 - UFRB - app4.srv4inst1