Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ELDIMAR DA SILVA PAES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELDIMAR DA SILVA PAES
DATA: 13/12/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala I prédio de Solos
TÍTULO:

Distribuição espacial dos metais e dos índices de poluição nos solos de manguezais do entorno da Baía de Todos os Santos.


PALAVRAS-CHAVES:

Manguezais, solos, poluição, Baía de Todos os Santos, metais


PÁGINAS: 25
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Ciência do Solo
RESUMO:

Ecossistema de mangue é comum em estuários de regiões tropicais e sua condição natural é constantemente ameaçada por perturbações antrópicas. Neste estudo, manguezais localizados no entorno da Baía de Todos os Santos (BTS) foram escolhidos para uma avaliação da distribuição dos teores de metais e dos índices de poluição nos solos, em função da influência das marés e da profundidade. A amostragem foi realizada nos manguezais do Rio São Paulo (S1), Cacha Prego (S2) e estuário do Rio Jaguaripe (S3). As amostras foram coletadas dentro dos manguezais em linhas paralelas à linha de influência da maré, partindo do limite de maré baixa (linha A, início de mangue), linha B (50 metros a dentro do mangue), e no limite da maré mais alta (linha C, final do mangue). Para cada linha foram coletadas três repetições distanciadas de 50 m cada uma, em duas profundidades (0-3 cm e 10-13 cm) somando um total de 18 amostras simples (6 amostras compostas) em cada manguezal. As amostras foram secas ao ar, destorroadas, peneiradas em malha de aço inoxidável de 2 mm, quarteadas em subamostras de 250 gramas. Em seguida, foram maceradas em almofariz de ágata. Os metais totais foram analisados num espectrômetro de raios-X por energia dispersiva, do modelo Shimadzu EDX-8000, inicialmente calibrado com cinco amostras certificadas de solo. Os fatores de contaminação (CF), fatores de enriquecimento (EF), índices de geoacumulação (Igeo) e índices de carga poluente (PLI) com valores de referência globais (G), locais (L) e individuais (I) foram analisados neste estudo, e em seguida, avaliados estatisticamente pelo teste de normalidade e análise de variância (ANOVA) a um nível de significância de 5%, através do software SPSS Statistic 20. Verificamos uma diferença significativa em todos os elementos (Al, Ba, Ca, Cu, Fe, K, Mg, Mn, Na, Ni, Pb, Si, Ti, V e Zn - exceto Cr) entre os três manguezais, evidenciando diferentes tipos de sedimentos e maior contaminação no Rio São Paulo, próximo a cidade e industrias. Também houve influência significativa da maré para todos os elementos exceto Cu, Mg e Ni, com solos mais contaminados próximo da margem do rio (rio São Paulo, rio Jaguaripe) ou próximo de habitações (Cacha Prego, presença de casa no fundo do manguezal). No entanto, não houveram variações na profundidade. Finalmente evidenciamos a necessidade de usar valores de referência locais individuais (I), que geram índices de poluição significantemente menores ou maiores do que quando usa valores de referência globais.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2316967 - MARCELA REBOUCAS BOMFIM
Externo à Instituição - MARIA DA CONCEIÇÃO DE ALMEIDA - UFPE
Presidente - 1675745 - THOMAS VINCENT GLOAGUEN
Notícia cadastrada em: 03/12/2019 15:08
SIGAA | Coordenadoria de Tecnologia da Informação - - | Copyright © 2006-2021 - UFRB - app4.srv4inst1